Liberdade é o maior bem humano

A humanidade tem erros e acertos. Assim temos grandes ciclos de aprendizado!

Na luta contra o nazismo, por exemplo, milhares morreram. Deram suas vidas pelo seu maior patrimônio: A Liberdade. Estamos ‘assentados sobre ombros de gigantes’, nobres homens que no passado deram suas vidas para que possamos usufruir do modo livre que vivemos.

Agora, se assumirmos que a liberdade é relativa, como desejam grupos poderosos de controle, estaremos abdicando de nossa integridade interior e pelo que tantos lutaram. Como disse Jesus, o mestre para bilhões hoje de seguidores: ‘Quem quiser salvar a vida, vai perde-la’. Nada mais correto e atual esse ensinamento!

Hoje as ideologias, como ultrapassadas formas de dominação, vem perdendo força. Assim, esses mesmos poderosos precisam continuar o constante trabalho de ameaças. E com esse avanço da informação, conhecimento e maior dignidade humana, novas técnicas de dominação precisam ser implementadas, já que, se estamos despertos e prevenidos para a armadilha das ideologias, os poderosos partem para artimanhas mais sutis e inusuais, poderiam ser como meia verdades cientificas, senso comum, fatalismo, “vida em primeiro lugar” e liberdade depois…

Se a liberdade fosse pouca coisa, milhares não se teriam martirizado na luta contra o nazismo, fascismo e outras aberrações sem número…

Aos iludidos que preferem suas vidas ou supostamente salvar a vida de outros, trocando pela liberdade, apenas lamentamos a ignorância passageira, essa abdicação rápida da dignidade.

Convenhamos que essa armadilha que caíram muitos, apenas fere a si mesmos dentro da sua própria consciência, porém atesta o poder de outros, de uma cúpula manipuladora que mantém um grande controle sobre incautos.